Parashá Beshalach

B´´H

D’us lutará por você e você ficará quieto.” (Shemot, 14:14)

D’us só travará sua batalha com a condição de que você “ficar quieto”: permaneça quieto e evite controvérsias e divergências entre vocês.

(Shaar Bat-Rabim)

Este é meu D’us e eu O glorificarei.” (Shemot, 15: 2)

Rashi explica que isso significa: “Declararei Sua beleza e Seu louvor.” Este versículo nos ensina que devemos sempre nos esforçar para cumprir as mitsvot da maneira mais bela e sincera possível. A beleza de uma mitsvá está na sinceridade de nosso coração. Devemos ser motivados a cumprir a vontade de D’us para o Seu próprio bem e não por motivos pessoais ou autoglorificação.

(Or HaTorá)

“[Em relação à reclamação do Povo sobre não haver água para beber, pois as águas eram amargas, diz o versículo:] E D’us o instruiu [a Moshê] sobre uma árvore. Ele a atirou na água, e a água se tornou potável”.  (Êxodo 15:25)

O Midrash explica que D’us usa o amargo para adoçar o amargo. A madeira da árvore que adoçou as águas amargas também era amarga, mas o resultado final foi doce e a água se tornou potável. O mesmo ocorre com a natureza humana. Quando uma pessoa deprimida e amarga reconhece alguém ainda pior do que ela, percebe que sua vida não é tão ruim quanto pensava.

(Ktav Sofer)