Parashá Ki Tavô

A Parashá desta semana, Ki Tavô, ensina a Mitsvá dos Bikurim, primícias.
Era preciso levar os primeiros frutos da colheita ao representante de D’us – o Sacerdote que servia no Templo Sagrado – agradecendo assim a D’us por Sua generosidade.
O agricultor investe muito esforço antes de ver os resultados. Ele deve arar a terra, plantar suas sementes e cuidar de suas mudas. No entanto, quando nascem os frutos, ele os pega e entrega à D´us. Desta forma ele demonstra seu reconhecimento, pois é a bênção de D’us que faz com que a árvore dê frutos. Consequentemente, o melhor de seus produtos pertence corretamente a ele.
O princípio por trás da Mitzva de Bikurim pode ser aplicado até hoje. Devemos sempre lembrar que toda abundância vem de D’us. Nossas safras produzem frutos, nosso trabalho nos traz dinheiro, não por causa de nosso mérito ou por causa de nosso trabalho, mas somente devido à bênção de D’us.
Cabe a nós saber agradecer a D´us pelo ano que tivemos, reconhecer sua bondade e generosidade, e continuar trabalhando para cumprir cada vez mais Mitsvot.