Parashá Mishpatim

B´´H

Pérolas Mishpatim – Rosh Chodesh Adar – Parshat Shekalim

“Quando você emprestar dinheiro, (priorize) Meu povo, o pobre e os (moradores de sua cidade) entre vocês…” (Shemot, 22:24)

Certa vez, um grupo de chassidim foi até o Rebe, o Tsêmach Tsêdek, e o ouviu explicar a grandeza da mitsvá de emprestar dinheiro a outro judeu. Os chassidim, de forma não muito correta, decidiram emprestar dinheiro – uns aos outros -, apenas para cumprir a mitsvá, pois nenhum deles era carente. Em sua visita seguinte ao Lubavitch, o Rebe observou que seus rostos estavam iluminados por uma grande luz. O mistério foi resolvido quando relataram o que haviam feito.

As palavras “entre vocês” parecem supérfluas. A palavra hebraica correspondente ao termo é “imach”, que também significa “com você”. Às vezes, uma pessoa estabelece uma quantia de dinheiro que dará a uma instituição de caridade específica e, mesmo tendo sua riqueza aumentada, ela continua doando a mesma quantia. A Torá está nos dizendo que, quando somos enriquecidos, os pobres devem ser enriquecidos conosco.

(Reb Shmelke de Nikolsburg)

A palavra hebraica para emprestar também pode ser traduzida como acompanhar ou escoltar. Assim, o versículo acima também pode ser interpretado da seguinte forma: o único dinheiro que acompanha alguém após a sua morte é a caridade oferecida aos pobres durante sua vida. Isso é aludido por nossos Sábios no capítulo sexto de Ética dos Pais: “No momento da passagem de um homem deste mundo, nem prata, nem ouro, nem pedras preciosas o acompanham, mas apenas Torá [aprendizado] e boas ações.”

(Rebe de Kotzk)