Pérolas Matot-Massei

Parashat Matot-Massei

(Números 32-2-36:13 )

É certo prometer?

Nossos Sábios nos dizem (Nedarim 22a): aquele que faz uma promessa é um pecador. No entanto, o Midrash (Berishit Rabá: 70:1) afirma que é uma mitzvá fazer um voto. Como explicar essa aparente contradição?

Quando alguém faz uma promessa, projeta-se para um momento que ainda não chegou; decidir no presente o que fará depois é bastante difícil. Ainda que no agora possa estar claro o que se deva fazer, quem garante que amanhã pensará da mesma forma? Ele é, portanto, considerado um pecador. No entanto, quando sua vida está em jogo, de repente o horizonte pode se aclarar, suas preocupações diárias tornam-se triviais e sua missão de vida passa a ser seu único foco. Em tais casos, o voto não é apenas permitido, mas considerado uma mitzvá.

Há momentos em nossas vidas que nos trazem uma clareza. Reconhecemos quão grande é a nossa missão, quão fugaz é a vida e quão pouco tempo nos resta neste mundo. Esse é, sim, o momento de tomar decisões. Aproveite esta clareza para guiar o rumo de sua vida. Assim, caso as coisas fiquem embaçadas novamente, saberá que está indo na direção certa.

P.S. Cabe lembrar que, mesmo num momento de uma decisão, deve-se falar “Beli neder”, “Sem promessa” desta forma evitando uma futura transgressão. 

Shabat Shalom Umevorach!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *