Pérolas Vaetchanan

Parashat Vaetchanán   

(Deuteronômio 3:23-7:11)

Uma voz sem eco! 

Na porção da Torá desta semana, Vaetchanan, Moshe narra, detalhadamente, a revelação no Monte Sinai para a geração mais jovem do povo que estava prestes a entrar na Terra de Israel. Ele descreve a voz de D’us, dizendo: “Uma grande voz que não continuou”(Deut. 5:18). Uma das explicações que o Midrash oferece para isso é que a “voz” de D’us não tinha eco.

 

A explicação do Midrash parece apresentar alguns problemas. Como a ausência de um eco indicaria grandeza? Se a voz fosse realmente forte, não deveria ter produzido um eco? Além disso, por que D’us realizaria tal milagre?

 

Um eco é produzido quando as ondas sonoras atingem um objeto. Para produzir um eco, o objeto que refuta as ondas sonoras deve ser forte e rígido. Se o objeto for macio, o som será absorvido e não haverá eco.

 

Quando D’us disse: “Eu sou o Senhor seu D’us”, sua voz era tão poderosa que não havia nada forte o suficiente para desviar o som. A voz de D’us penetrou no mundo físico. Todos os objetos do mundo, das formas inanimadas às formas superiores de vida, absorveram a voz Divina.

 

Esse fenômeno não ocorreu apenas uma vez na história do mundo. Sempre que estudamos a Torá, sua voz sagrada penetra no ambiente físico e eleva este mundo.

 

Aproveitemos a lição da Parashá para nos comprometermos a estudar a Torá diariamente, trazendo assim, a voz divina à nossa vida.

 

Shabat Shalom Umevorach!