Pérolas Vayelech

    Pérolas Vayelech (Deuteronômio 31:1-31:30) e Iom Kipur    

Iom Kipur, o Dia da Expiação, é um dia inteiramente dedicado ao arrependimento como modo de retorno a D’us, em Teshuvá. Entre as muitas mitsvot pertencentes a estemovimento, está o ato de confissão; diz a Torá: “Você deve confessar seu pecado…”(Num. 5:7). De fato, essa é a base do trecho “Al Chet” (“Pelo pecado de …”) que enumera os vários pecados que uma pessoa possa ter cometido, recitado em Iom Kipur.   No Talmud de Jerusalém (final do tratado de Yomá), o Rabi Yehuda Ben Beteira sustenta que, além de recitar “Al Chet”, é necessária uma confissão detalhada dos pecados pessoais. O Rabi Akiva, por outro lado, opina que “não é necessário entrar em detalhes”.  

Mas qual são, exatamente, os pontos cruciais de seus argumentos? O Tossefót explica que a insistência do Rabi Yehuda em um relato detalhado tem o objetivo de despertar um sentimento mais profundo de remorso. Quanto mais uma pessoa se envergonha de seus erros, mais profundo será seu arrependimento. O Rabi Akiva, no entanto, leva em consideração o fator humano e afirma que, caso a confissão individual for ouvida por outras pessoas, “ele também pode ser suspeito de outros pecados”. Em outras palavras, a maneira como as pessoas pensam sobre nós pode ser afetada negativamente.  

 Em essência, cada argumento enfatiza um momento: ou o presente ou o futuro. Quando o presente é enfatizado – o fato de hoje ser Iom Kipur – é preferível enumerar os pecados de uma pessoa para alcançar um nível mais alto de Teshuvá. Quando o estresse está no futuro, o ponto determinante é evitar possíveis repercussões negativas.   Os sábios concluem que ambas as formas de Teshuvá  derivam do mesmo intuito: retornar a D´us.

Que possamos nos arrepender e mudar nossa conduta em cada detalhe, conforme a opinião do Rabi Yehuda e, ao mesmo tempo, não fiquemos presos em nossos erros passados e sigamos o modo do Rabi Akiva, focando no futuro e na trasformação.  

Shabat Shalom Umevorach e Shana Tová Umetuka!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *