Parashá Bamidbar e Shavuot

B´´H

 

Pérolas Bamidbar e Shavuot

“D’us falou com Moshê no deserto do Sinai…” (Bamidbar, 1: 1)

D’us escolheu propositalmente um deserto para nos dar/entregar a Torá. Ele falou aos judeus em um local de livre acesso a todos para nos mostrar que todo judeu tem idênticas obrigação e participação na Torá.

(Bamidbar Rabá)

 

“E Israel acampou ali em frente à montanha.” (Shemot, 19: 2)

Por que a Torá foi dada em uma montanha? A diferença entre um terreno plano e uma montanha não é qualitativa; ambos são feitos de pó e terra. Uma montanha constitui, apenas, uma maior concentração de terra. O fato de que a Torá foi entregue em uma montanha nos ensina que o propósito de vida de um judeu é trabalhar aquela terra – matéria física e corporeidade -, elevá-la e transformá-la em santidade.

 

Rabino Meir disse: “Quem se ocupa com [o estudo da] Torá por amor a ela, é merecedor de muitas coisas …” (Ética dos Pais, 6: 1)

A palavra hebraica ossek – em português “se ocupa” -, relaciona-se ao termo hebraico baal esek, empresário. A ocupação de uma pessoa com o estudo da Torá deve se assemelhar à preocupação de um empresário com seu empreendimento comercial. Da mesma forma que a atenção de um empresário nunca é totalmente desviada de seus negócios, a Torá deve sempre ser o foco de nossa atenção.

 

(Likutei Sichot, Vol. 17)