Parshiot Behar e Bechukotai

B´´H

Parshiot Behar e Bechukotai

Shabat Mevarchim Sivan

“E se o seu irmão empobrecer […] não tire dele nenhuma usura ou juros.”

(Vaikrá, 25:35, 36)

Rabi Shimon ben Elazar disse: “Os Salmos (15:5) dizem sobre alguém que empresta dinheiro sem juros: ´Seu dinheiro não foi dado para extrair usura, e um suborno nunca foi praticado contra o inocente. Aquele que assim o fizer, nunca tropeçará’. Por outro lado, quem emprestar dinheiro a juros, será avisado de que sua riqueza acabará por se dissipar”. (Talmud, Baba Metsia)

“E vocês não enganarão uns aos outros…”  (Vaikrá, 25:17)

“Uma pessoa pode realmente enganar outra? Mesmo que ela obtiver aparente sucesso, a vitória será apenas temporária e enganador será sempre revelado. Portanto, a única pessoa, efetivamente, enganada, será o próprio enganador. E seria muito difícil enganar um tolo?”.

(Rabino Shmuel de Lubavitch)

“Se vocês seguirem meus estatutos…” (Vaikrá, 26:3)

Rashi explica: “vocês devem se esforçar no estudo da Torá”.                                               Um estudante da yeshivá, certa vez, foi até o santo Chafets Chaim e abriu seu coração: “Ano após ano, sento e estudo, mas simplesmente não chego a lugar algum! Depois de todo esse tempo, ainda não entendi uma página do Talmud direito!”. O Chafets Chaim respondeu: “D’us não nos ordenou que fôssemos gênios. Ele apenas nos ordenou que trabalhássemos no estudo de Sua sagrada Torá, quer nos tornemos, ou não, grandes estudiosos”.