Parshiot Vaiakel-Pekudei

B´´H

Parshat Vaiakel – Pekudei, Shabat Chazak, Parshat HachOdesh e Shabat Mevarchim

“Todos os de coração sábio, entre vocês, virão e farão tudo o que D’us ordenou.” (Shemot, 35:10)

Quando uma pessoa decide cumprir uma mitsvá, é preferível fazê-la imediatamente, sem procrastinar. Cumprir uma mitsvá com diligência e prontidão evita que todos os tipos de obstáculos surjam para impedir o seu posterior cumprimento. É por isso que o versículo diz: “Todos os de coração sábio, entre vocês, devem vir”. O verdadeiramente sábio “virá” sem demora.

“Brinco, argola de nariz, argola de dedo e pulseira.” (Shemot, 35:22)

Estes foram os itens doados ao Santuário para nos ensinar uma lição importante com relação à criação de nossos filhos:

Brinco – devemos ouvir atentamente os ditames da Torá sobre a educação infantil e também devemos ouvir, sempre, o que nossos filhos dizem para garantir sua boa educação; Argola nasal – devemos “cheirar” os companheiros de nossos filhos para nos certificarmos de que seu comportamento seja influência positiva e não negativa; Anel de dedo – devemos apontar, por assim dizer, com o dedo, o caminho certo a ser seguido e explicar os perigos no caso de desvios; Pulseira – devemos usar nossos braços, isto é, todas as nossas forças e recursos, para garantir que cada criança judia receba uma educação judaica consistente.

(HaDrash Vehaiyun)

“E eles bateram o ouro em placas finas, e cortaram-no em fios, para transformá-lo no azul e no roxo.” (Shemot, 39: 3)

Rashi explica como tal processo era realizado: “Eles costumavam fiar o ouro junto com os fios … tornando-os entrelaçados com todo tipo de material.” Tal comentário ensina que as pessoas por D’us abençoadas com ouro e riquezas não devem se manter à parte de seus irmãos mais pobres. Ao contrário, devem agir humilde, “misturando-se” aos fios mais comuns.

(Siftei Tzadik)