Leis

  1. Sair de casa, exceto para ir à sinagoga no Shabat, ou mesmo durante a semana, se não houver minian na casa de shivá.

  2. Cumprimentar as pessoas.

  3. Trabalho ou qualquer atividade comercial.

  4. Barbear,  cortar o cabelo e unhas.

  5. Banho, exceto para higiene básica.

  6. O uso de cosméticos.

  7. Vestir sapatos de couro.

  8. Sentar em cadeiras comuns. Deve-se sentar baixo, mas não no chão.

  9. Frequentar festas de qualquer tipo.

  10. Vestir roupas lavadas o passadas. Pode trocar roupas de baixo se estiverem suadas.

  11. Relações maritais.

  12. Estudare Torá.  Com exessão da leitura do livro de Jó, Lamentações e algumas seções de Jeremias.

Costumes

1. O costume de cobrir os espelhos.

2. Costuma-se manter acesa sobre a mesa uma vela, ou uma lamparina de azeite de oliva, durante os sete dias, em memória do falecido.

3. Tsedaká: Costuma-se colocar um prato, ou um cofrinho, sobre a mesa para que os visitantes façam donativos em nome do falecido e pelo repouso de sua alma.

4.  Água e paninho: Costuma-se colocar sobre a mesa, ao lado da chama, um pires (ou copo) com água, e ao lado deste um pedaço do tecido da mortalha do falecido a fim de, segundo a Cabalá, despertar o atributo Divino da benevolência (ao qual a água está ligada) sobre a alma do falecido, em alusão ao versículo bíblico que diz: “Mesmo que vossos pecados sejam escarlates, ficarão brancos como a neve”.